quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Colar Cruz do Alvarenga e dos Heróis Anônimos - 2002

Já comentei sobre o 23 de maio de 1932, um dia épico que desencadeou um processo que culminaria com a eclosão da Revolução Constitucionalista.
Naquele dia, numa manifestação contra a ditadura Vargas, quatro estudantes foram mortos pela Legião Revolucionária, braço armado do ditador em São Paulo.
O Instituto Histórico e Geográfico e Genealógico de Sorocaba clamava pela correção do que considerava uma lacuna histórica, uma vez que, depois de Martins, Miragaia, Drausio e Camargo, mortos no fatídico dia, Orlando de Oliveira Alvarenga, um quinto mártir também alvejado naquela ocasião, morreu um dia depois e acabou esquecido.
O "Colar Cruz do Alvarenga e dos Heróis Anônimos" foi criado pelo Governador Geraldo Alckmim nos 70 anos da Revolução com o objetivo de lembrar esse quinto herói.
No anverso se pode ver, ao invés do tradicional MMDC, as letras MMDCA.
Medalha criada pelo Decreto Estadual n° 46718 de 25 de abril de 2002.
Agradeço ao Professor Adilson Cezar, presidente do IHGGS por permitir a tomada de imagens da medalha na sede do Instituto.

Um comentário:

  1. É a mesma fita da Cruz de ferro nazista, ainda usada hoje por veteranos na Alemanha, mesmo depois do decreto de 57 que desnazificou as condecorações alemãs ? Ninguém se deu conta na hora de elaborar o desenho da fita antes de mandar confeccionar ?

    ResponderExcluir